14
Fev 09

     A Legião Portuguesa era uma milícia armada, criada em 1936, em Portugal, que tinha como objectivo defender Portugal do comunismo, de acordo com a ideologia do Estado Novo.

    A Legião dependia dos ministérios do Interior e da Guerra. A sua criação favoreceu o Estado Novo e estendeu-se a diversos distritos, onde era chefiada por um comandante distrital. A Legião Portuguesa dispunha de vários serviços, como o Serviço de Informações, a Brigada Naval e a Força Automóvel de Choque.     

     Para se ser legionário, era necessário acreditar no Estado, ter fé, moral cristã e respeitar a autoridade e a liberdade da terra portuguesa. Os legionários ajudavam-se no cumprimento dos deveres. O legionário tinha de ser valente, leal, generoso e não deve ceder a sentimentalismos.     

     É de realçar que, durante a II Guerra Mundial, a Legião Portuguesa foi a única organização oficial portuguesa que adoptou e defendeu abertamente as intenções de Hitler.

     Nas décadas de 50 e 60, colaborou com a PIDE, na repressão às forças da oposição, para a qual contribuiu o seu Serviço de Informações e a sua grande rede de informadores. A Legião Portuguesa foi extinta, em 1974, na sequência da Revolução do 25 de Abril.

     A Legião Portuguesa tinha um hino, escrito por José Gonçalves Lobo, em 1937, que enunciava os seus princípios e objectivos, e continha palavras de enaltecimento a Salazar.

     Também tinha um símbolo que era a cruz da Ordem de Avis, em homenagem a D. João I, mestre daquela ordem.

 

 

Doc.1- Legião Portuguesa

 

 

 

Doc.2 - Símbolo da Legião Portuguesa

 

 

Nuno Carvalho

publicado por projecto9b às 15:10

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18

22
24
27


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO