26
Mai 09

Decidi entrevistar o meu pai, sobre a experiência de vida dos meus avós:

“Dos anos 50-70, os meus pais só falam dos tempos passados na França, divididos em muitos trabalhos, a fim de ganhar dinheiro. A minha mãe trabalhou primeiro, numa empresa que fazia estampagem de desenhos em camisolas e t-shirts, depois, num hotel, a fazer a limpeza dos quartos, isto na região dos Pirenéus. A seguir, trabalhou 18 anos, numa fábrica de plásticos, de nome “Plaxtico”, na região do 91, onde fazia os dorsos das televisões, as frentes das máquinas de lavar a roupa e a loiça, etc.
O meu pai trabalhou em vários sítios, como por exemplo num talho e nas obras, nos Pirenéus. Depois, foi para a região do 91, onde também trabalhou na “Plaxtico”. Mais tarde, esteve numa empresa de transportes, onde transportava mercadorias para diversas exposições (móveis, roupas, cortinados, calçado…). Já nos últimos anos, com a minha mãe, eu e a minha irmã, em Portugal, o meu pai trabalhou a fazer campos de ténis, um pouco por toda a França. O meu pai tem um total de 22 anos de trabalho na França.
Depois, em 1984, regressou a Portugal, a Adgiraldo, aldeia da minha mãe, onde já tinham mandado construir um casa e ainda residem.

 

A minha avó, nos anos 80.
 
Samuel Pires

 

 

publicado por projecto9b às 23:19

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
15
16

19
22
23

27
28
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO