20
Mai 09

Fernando M. Gonçalves tem 59 anos e reside em Castelo Branco.

Aqui deixo o seu testemunho da Guerra do Ultramar:

«Naquela altura, todos os homens tinham de cumprir serviço militar obrigatório, logo eu tive de participar na guerra.

Tinha 21 anos, quando embarquei, a 7 de Julho de 1971, no navio

Vera Cruz, até Luanda.

A viagem decorreu normalmente, tinha-mos uma alimentação razoável, mas as condições não eram as melhores.

Demorámos 9 dias a chegar a Luanda.

De Luanda, fomos para o leste de Angola, para uma vila que se chamava Cazombo, onde, para nós, a guerra começou.

 

 

 

Fig1-Viagem para Cazombo.

 

Era uma vida difícil. Durante os ataques, tinha-mos de nos abrigar em valas, com péssimas condições, e, quando era a nossa vez de atacarmos, se por azar fossemos feridos, era um grande risco, pois não havia meios para nos socorrerem.

A minha vida com a guerra mudou bastante, perdi alguns anos de juventude, vivi grande insegurança e, claro, muitas saudades da família que em Portugal ficou.

Mas nem tudo foi mau, pois conheci outras culturas, fiz muitos amigos …

Foi uma guerra desnecessária, mas eram ordens superiores e nos éramos obrigados a cumpri-las.»

 

 

 

 

Fig.2- Convívio com os amigos.

 

 

 

João André

publicado por projecto9b às 07:39

 

 

 

O meu avô, Sérgio Augusto Vilaça Ferreira

 

 

 

 

Texto escrito pelo comandante do meu avô, quando este levou um tiro para salvar um colega

 

 

Ivo Oliveira

publicado por projecto9b às 07:37

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
15
16

19
22
23

27
28
29



subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO