09
Mai 09

 

Joaquim Pires dos Reis, Guerra do Ultramar

 “No dia 15 de Janeiro de 1966, nos Escalos de Cima, realizava-se a feira anual que dá pelo nome de Feira de Santo Amaro. O meu namorado, futuro marido, Joaquim da Ascensão Pires dos Reis, recebe a ordem para embarcar para a Guerra do Ultramar. O dia para mim foi de lágrimas, só pensava: Ele abala para a guerra e já não volta mais. A partir desse dia, só nos voltámos a falar por monogramas. Foram dias muito duros, tanto para mim como para ele. No primeiro monograma que recebi, ele contou-me como correra a sua viagem até Angola. Nos seguintes, contava-me como decorriam os dias.

 

Companheiros de guerra a passar o tempo

 

Durante o resto do tempo em Angola, contava-me os poucos serviços que fazia nas ruas e contava os dias para voltar a Portugal.

Só passados alguns anos da sua chegada é que começou a falar mais abertamente do que se tinha passado e do que tinha assistido. Contava que no meio do mato havia autênticos massacres de civis e por vezes até mesmo militares. Assistiu à morte de vários colegas e sempre com medo de ser o próximo.”

 

Casamento, 28 de Julho de 1968, logo após ao seu regresso

 

Amélia Reis

Adaptado por Ana Almeida

publicado por projecto9b às 10:18

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
15
16

19
22
23

27
28
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO